Engenharia de Produção

Apresentação

A Engenharia de Produção é um campo de fronteira entre o conhecimento técnico, típico de todas as engenharias, e as áreas administrativa e econômica. Por isso, os Engenheiros de Produção têm uma formação de largo espectro e são encontrados em quase todos os campos de atividade. È por isso que parte dos Engenheiros de Produção trabalham nas industrias de manufatura, dentro do seu campo específico de atividade, e outros trabalham em no setor de serviços. A Engenharia de Produção é, em suma, a Engenharia de Métodos, e que por isso pode se fazer presente em qualquer tipo de atividade economica onde seus métodos sejam aplicáveis.
Esse amplo caráter profissional da Engenharia de Produção é que permite ao mesmo atuar em áreas não tradicionais da engenharia, como o setor bancário por exemplo. As instituições financeiras nesses últimos dez anos tem absorvido muitos Engenheiros de Produção, por possuírem bom preparo em administração e economia e proficiência em matemática aplicada.
Assim, pode-se dizer que a Engenharia de Produção é a engenharia responsável pelo projeto, implantação, operação, melhoria e manutenção dos sistemas produtivos, (bens e serviços), envolvendo todos seus recursos de produção (homens, materiais, tecnologia, informação e energia). Agrega em seu contexto profissionalizante, técnicas e ferramentas voltadas a é a capacidade de prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemas considerando além de sua efetividade operacional, seus reflexos para a sociedade e o meio ambiente. Para isso lança mão dos conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da engenharia.
Desta Forma, o curso de Engenharia de Produção da UESC apresenta-se de forma multidisciplinar, engloba conteúdos das áreas de Ciências Exatas, Humanas e Tecnológicas. Seguindo orientação dos órgãos superiores de cursos de graduação o conteúdo do curso pode ser dividido em três grandes módulos: básico, profissionalizante e tecnológico (não necessariamente nessa ordem/ sequência).
Na parte básica, as aulas de Física, Química, Cálculo, Geometria, entre outras, alternam-se com as de formação mais ampla e de conteúdo mais abrangente, com interface clara com outras áreas do conhecimento humano, o que propicia uma visão mais generalista. À medida que o curso evolui, os conteúdos se intensificam e se estendem aos estudos sobre técnicas profissionais específicas.
No projeto deste Curso, são estabelecidas as condições para que o futuro Engenheiro de Produção possa compreender as questões científicas, técnicas, sociais, ambientais e econômicas, observados os níveis graduais do processo de tomada de decisão, apresentando flexibilidade intelectual e adaptabilidade contextualizada no trato de diferentes situações no campo de atuação profissional.
Neste curso, um utro componente metodológico, refere-se à participação do aluno nas atividades complementares, caracterizadas como participação em cursos, palestras, congressos, seminários, mesas de discussão entre outras, incluídas no currículo, reconhecendo práticas científicas e de extensão como fundamentais à sua formação.
As atividades extraclasses têm por objetivo permitir ao aluno a complementação e atualização do conteúdo ministrado nas disciplinas do curso.
Mais do que obediência a um dispositivo legal que torna obrigatório a atividades de estágio supervisionado, como requisito parcial para formação do profissional em Engenharia de Produção, o Curso de Engenharia de Produção da UESC não tem furtado esforços para proporcionar que a prática de estágio possa permitir ao aluno, através da vivência em empresas ou da participação em pesquisas acadêmicas e científicas, consolidar e aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo do curso.
Para isso, busca a formação de engenheiro, cidadãos, capazes de desempenhar, com propriedade, as atividades de engenharia aplicadas à indústria. Estas atividades têm por base o conhecimento tecnológico de Engenharia de Produção sobre um sólido conhecimento científico, capaz de analisar, avaliar, projetar, otimizar e resolver problemas em sistemas integrados por pessoas, materiais e equipamentos de forma social e ambientalmente responsável.
Com tudo isso, o curso de Engenharia de Produção da UESC é estruturado de forma a oferecer aos egressos do Curso de Engenharia de Produção da UESC formação plena para que possam atuar em diferentes áreas profissionais, em especial na área de projetos e serviços; gestão, manutenção e otimização da produção; o planejamento e controle da produção, processos de fabricação, organização e métodos, administração de materiais,controle da qualidade, administração de pessoal e administração financeira. Além do desenvolvimento e utilização de fontes de energia e materiais que visem a preservação do meio ambiente, sempre voltados para o crescimento e fortalecimento do país, sobretudo, da região Sul da Bahia.

 

Implantação do Curso: Julho de 2004
Implantação da Grade Nova: Julho de 2011
Ordenamentos legais: Autorizado pelo parecer CEE 162/2011 do Conselho Estadual de Educação, publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia de 15 de Junho de 2011. Reconhecido pelo governador da Bahia Jaques Wagner, através do Decreto Nº 12.967 de 22 de Junho de 2011, Artigo 1º, publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia de 23 de Junho de 2011.
Turno: Diurno
Duração:
10 semestres (5 anos)
Carga Horária Total:
4.410 horas
Vagas Anuais:
60



UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ
Campus Soane Nazaré de Andrade, Rodovia Jorge Amado, km 16, Bairro Salobrinho
CEP 45662-900. Ilhéus-Bahia
wmaster