Ciência Inovação e Modelagem em Materiais


Apresentação

  • Introdução
  • Objetivos e Perfil
  • Linhas de Pesquisa
  • Infraestrutura e Recursos

O Programa de Pós-graduação stricto senso, Mestrado Acadêmico em Ciência, Inovação e Modelagem em Materiais da UESC foi autorizado pela CAPES para iniciar já em março de 2010.

O curso foi estruturado com uma Área de Concentração, denominada por Ciência e Tecnologia dos Materiais e com duas Linhas de Pesquisas: Síntese e Caracterização dos Materiais; e Modelagem e Simulação em Materiais. A linha primeira linha é de vertente experimental, enquanto a segunda é teórica.

O curso de mestrado é planejado para ser desenvolvido no tempo médio de dois (2) anos e compreende etapas como: cursar disciplinas; desenvolvimento e redação da dissertação e defesa pública da dissertação. Maiores informações sobre forma de ingresso, documentação para inscrição, disciplinas, corpo docente, infra-estrutura, entre outras, são encontradas em locais específicos neste sítio do Programa.

Colegiado (Biênio 2018-2020):

  • Vera Rosa Capelossi, Coordenadora
  • Luiz Carlos Salay, Vice-Coordenador
  • Danilo Maciel Barquete, representante docente
  • Fernando Cesário Rangel, representante docente
  • Francisco Heriberto Martinez Luzardo, representante docente
  • Franco Dani Rico Amado, representante docente
  • José Renato de Castro Pessoa, representante docente
  • Paulo Neilson Marques dos Anjos, representante docente
  • Rosenira Serpa da Cruz, representante docente
  • Mayara Cristina Fernandes de Carvalho, representante discente
  • Rebeca de Oliveira Costa, representante discente suplente




NÍVEL: MESTRADO ACADÊMICO


Objetivos / Perfil profissional a ser formado:
Este curso tem como principal objetivo formar recursos humanos, capazes de pesquisar novos materiais e novos usos industriais dos materiais existentes. Também visa a expansão do conhecimento e do potencial de aplicação de materiais com interesses compartilhados pela indústria, em especial a indústria regional, com destaque para a construção civil e o Pólo de Informática de Ilhéus.
O egresso também obterá uma sólida formação nas bases fundamentais da Ciência dos Materiais, assim como os métodos de pesquisas das áreas específicas o que dará ao egresso a capacidade tanto para continuar na carreira acadêmica como para enfrentar novos desafios da pesquisa cientifico - tecnológica e inserir-se em grupos multidisciplinares de pesquisa e no mercado de trabalho.

A modelagem matemática e computacional é uma das mais importantes e úteis ferramentas para qualquer ciência. Parte do corpo de professores envolvido nesta proposta tem trabalhado utilizando modelagem para avançar na solução de problemas característicos da pesquisa em diversas fontes de energia, de biocombustíveis a fissão e fusão nuclear. Algumas das técnicas, de modelagem matemático-computacional empregadas nestas áreas de energia são também aplicáveis (e aplicadas) à pesquisa com materiais e suas aplicações.
A interligação entre estes três temas, além de, por si só, indicar interessantes oportunidades de formação e pesquisa, também encerra oportunidades de incursão na inovação tecnológica como possível conseqüência ou motivação das descobertas e estudos científicos. A atenção para estas possibilidades é uma das características desejadas para o profissional deste curso.


  

 


Síntese e Caracterização dos Materiais:

A linha de pesquisa visa caracterizar e modificar os materiais como metais, não metais, polímeros, cerâmicos, compósitos, entre outros, buscando amelhoria das suas propriedades físicas, químicas, elétricas, óticas e mecânicas. Dentre os objetos de estudo estão: novos materiais para aplicação em nanoeletrônica; conversão eficiente de energia elétrica em energia luminosa; polímeros condutores, tais como polipirrol, polianilina, e politiofenos usados para a confecção de dispositivos eletrocrômicos, biosensores, janelas inteligentes, entre outras aplicações; caracterização do desempenho tribológico dos materiais; outros conforme demandas.

Modelagem e Simulação em Materiais:

O foco principal desta linha é o desenvolvimento e a aplicação de modelos matemáticos, métodos numéricos e técnicas computacionais à solução de problemas relacionados à caracterização, desenvolvimento e aplicações de materiais. Entre os fenômenos alvo de interesse estão: estudo da interação de cargas elétricas em superfícies metálicas; estudo de propriedades de polímeros e moléculas orgânicas com aplicações em nanotecnologia; estudo da interface metal-polímero; estudo de novos materiais com potencial aplicação em eletrônica orgânica, modelagem computacional de difração de raios, micro-tomografia e interação da radiação ionizante com novos materiais entre outros.

1. Projetos de Apoio à Pós-graduação aprovados à partir de 2013

Projetos aprovados pela coordenação do PROCIMM Agência Financiadora / Edital Itens financiados Valor Aprovado (R$)
Fortalecimento da infraestrutura administrativo- acadêmica para a consolidação do Programa de Pós-graduação em Ciência, Inovação e Modelagem em Materiais (08/2013 a 08/2015) CAPES/ Edital FAPESB - Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu Nº 04 / 2013 Hospedagens e passagens para participação em eventos/missões de trabalho. Material de consumo nacional/ Serviços de Terceiros P.J 74.780.80
Ampliação da infraestrutura física para a pesquisa e inovação em materiais na UESC (09/2013 a 09/2015) FAPESB/ Edital FAPESB – Apoio a infraestrutura de pesquisa Nº 10/2013 Equipamentos nacional e importado/ Material de consumo nacional 119.400,00
Apoio às atividades acadêmicas para o fortalecimento do Mestrado em Ciência, Inovação e Modelagem em Materiais (10/2014 a 10/2016) CAPES/ Edital FAPESB - Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu Nº 03 / 2014 Hospedagens e passagens para participação em eventos/missões de trabalho. Material de consumo nacional/ Serviços de Terceiros P.J 73.264,00


2. LABORATÓRIOS

  • Laboratório de Nanociência Molecular, Materiais Biomoleculares e (Bio)Interfaces – LANMBI: Caracterização físico-química dos aspectos estruturais e dinâmicos das interações entre nanomateriais, (bio) polímeros, biomoléculas, e compostos bioativos para o desenvolvimento de novos materiais e dispositivos (bio) moleculares e supramoleculares nanoestruturados. Áreas de Atuação: Nanomateriais, Materiais Biomoleculares e Biomiméticos, Materiais Moles, Materiais Coloidais e Superfícies.

  • LAMP - Laboratório Análise de Meios Porosos, LPA - Laboratório de Pesquisas Ambientais, LPAM - Laboratório de Preparação de Amostras: Os laboratórios se encontram no Centro de Pesquisas em Ciências e Tecnológias das Radiações – CPqCTR e conta com os seguintes equipamentos: Difratômetro de raios X, Circulador de Baixa Temperatura, Mini tubo de raios X, Detector de Raios X, Espectrômetro de raios X e Processador de Pulsos Digitais.

  • LAMMA (Laboratório de Materiais e Meio Ambiente): tem a finalidade de atuar na área de materiais que envolvam aplicações ambientais, com ênfase em processos de separação por membranas, materiais compósitos e corrosão e revestimentos Para as pesquisas com membranas, o LAMMA possui um sistema piloto de eletrodiálise e um módulo de microfiltração para tratamento de águas e efluentes. A produção de compósitos poliméricos envolve fibras vegetais, que são utilizados na confecção de compósitos cimentícios e pás eólicas. Outro enfoque é a eletrodeposição de metais e ligas metálicas e a avaliação de desempenho contra a corrosão de revestimentos protetores, em especial revestimentos orgânicos (tintas) e inorgânicos (fosfatização, cromatização e silanização).

  • Laboratório de pesquisa do Grupo Bioenergia e Meio Ambiente (BIOMA): ocupa uma área de 224,5 m2, composta por um laboratório de controle de qualidade de biocombustíveis, um laboratório de pesquisa em catálise e biocombustíveis, um laboratório de pesquisa em biodigestão anaeróbica, e o pátio da planta piloto de biodiesel. Nesses laboratórios se realizam pesquisas na área de síntese de materiais e avaliação catalítica em reações de produção de combustíveis renováveis, bem como o desenvolvimento de métodos analíticos para a avaliação da qualidade de biodiesel e biogás.

  • Laboratório de Pesquisa e Inovação em Materiais Avançados (LAPIMA): tem a função de estudar os problemas de estrutura eletrônica de materiais e moléculas funcionais. Os pesquisadores associados a esta linha atuam nos seguintes temas: estudo de fenômenos de cargas elétricas em superfícies metálicas; estudo de propriedades de polímeros e moléculas orgânicas com aplicações em nanotecnologia; estudo da interface metal-polímero; estudo de novos materiais com potencial aplicação em eletrônica orgânica, como OLEDs e células foto-voltaicas orgânicas; uso de técnicas de modelagem computacional e difração de raios X na caracterização de novos materiais.

  • Laboratório de Ensaios Mecânicos e Resistência dos Materiais (LEMER): tem como principais atividades ensaios, caracterização e certificação de materiais, além da determinação dos seus índices de referências e suas características físicas, mecânicas, químicas, elétricas e térmicas. Também tem como atividade a certificação das propriedades dos materiais utilizados pela indústria na composição e montagem do seu produto final.

  • Laboratório de Materiais de Construção Civil (LMCC): surgiu com o objetivo de desenvolver estudos sobre avaliação das propriedades físicas, mecânicas e químicas dos materiais de construção que são utilizandos na construção civil, a seber, materiais cerâmicos, metálicos, poliméricos e compósitos.

  • Centro de Microscopia da UESC (CME): O Centro de Microscopia Eletrônica (CME) da UESC se propõe a fazer pesquisa e prestar serviços em microscopia eletrônica e fotônica e de microanálise.

 

 

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ
Campus Soane Nazaré de Andrade, Rodovia Jorge Amado, km 16, Bairro Salobrinho
CEP 45662-900. Ilhéus-Bahia
wmaster