Localização

DEMARCANDO O PENSAMENTO: UNIVERSIDADE EM MOVIMENTO

A Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, situada entre os pólos urbanos de Ilhéus e Itabuna, em Ilhéus-Bahia, a quase 500 quilômetros de Salvador, tendo como área geoeducacional, além da região centrada nesses pólos, a região do Extremo-Sul da Bahia, é a principal instituição de ensino superior nesse vasto espaço do território baiano. Situa-se no coração da Mata Atlântica, que tem seu futuro umbilicalmente ligado à sorte da lavoura cacaueira, responsável, em grande parte, pela sua preservação, hoje fortemente ameaçada por um processo de pecuarização de espaços antes ocupados pela cacauicultura.

De uma perspectiva física, a UESC situa-se num dos conjuntos naturais de maior beleza desse país. E, de uma perspectiva histórica, em sua área de atuação deu-se o descobrimento do país pelos portugueses. Esses dois traços singularizam a UESC no contexto das universidades brasileiras, conferindo-lhe feições específicas, constituindo-se em importantes trunfos, visando a sua afirmação enquanto universidade e enquanto identidade.


Importa, enfatizar que sua localização numa faixa significativa da Mata Atlântica oferece imenso potencial de pesquisa, pois as condições edafo-climáticas desse território proporcionam a existência de grande diversidade de ecossistemas. Existe, portanto, um patrimônio genético deveras importante. Espécies arbóreas imponentes sombreiam “gravatás”, “orquídeas” e grande variedade de “samambaias”.

A faixa essencialmente litorânea da Região Sul da Bahia registra a presença do “manguezal” e algumas variantes de “restingas”. A oeste dessa Região, não tão exuberantes como as da Mata Atlântica, encontram-se formações florestais , cuja composição florística ainda é mal conhecida, abrindo-se perspectivas de novos estudos.

Essa diversidade florística corresponde a igual diversidade na fauna. As informações científicas a respeito são ainda escassas e pouco se conhece sobre a fauna de invertebrados da região.

A UESC se localiza numa área privilegiada historicamente, conforme referido, ou seja, na biosfera do Descobrimento - o berço do Brasil. Ilhéus e Itabuna, municípios dessa grande região cacaueira, têm uma história de lutas em seus primórdios, profundamente marcadas pela implantação da cultura do cacau, o “fruto de ouro”.


Da memória dessa civilização, nasceu uma literatura expressiva e forte, que ultrapassou as fronteiras nacionais, especialmente a obra do famoso escritor Jorge Amado, o criador de Gabriela, Cravo e Canela. Mas outros nomes igualmente importantes como Adonias Filho, Hélio Pólvora, Cyro de Mattos, Telmo Padilha, Jorge Medauar, Valdelice Pinheiro, Sosígenes Costa, Firmino Rocha, Euclides Neto cantaram e cantam em prosa e verso a história dessas terras exuberantes em verde e azul e agraciadas com quilômetros de praias de areia branca e fina.


Ilhéus, cidade turística, encontro de mar e rio, Itabuna, de intenso comércio, lideram culturalmente a Região. Entretanto, hoje , a UESC estende sua ação do Baixo Sul, a terra do dendê, até ao Extremo Sul do Estado, região promissora, que emerge, de um lado, como pólo industrial madeireiro e produtor de celulose, onde se desenvolve uma fruticultura abundante, e de outro, como o segundo pólo turístico do Estado, graças à beleza, à sedução das praias de Porto Seguro e às suas raízes históricas.


Assim, Ilhéus e Porto Seguro são, indiscutivelmente, os dois grandes cartões postais desta bela e complexa Região Sul da Bahia. Carregadas de história e de beleza, elas são, com certeza, a atração maior para turistas e empreendedores. Ambas as cidades, dotadas de fácil acesso rodoviário e de aeroportos, convidam o visitante a participar de suas delícias, mas também o incitam a conhecer sua realidade sócio-econômica, a generosidade do seu povo, franco e aberto como é o nordestino, em geral.


Esta grande Região, hoje, face ao período crítico que atravessa a lavoura cacaueira desde 1987, entra num momento de fortes reflexões e busca de alternativas e soluções, inclusive na área técnico-científica, que suscitem outras formas de produção e de riqueza.

Nesse contexto, emerge a Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC que, pelo suporte científico que se lhe impõe, aponta e orienta para a diversificação da produção agrícola, para a formação de mão-de-obra especializada, para a criação de novas áreas de estudo e trabalho.

A UESC faz-se, portanto, o grande centro irradiador de cultura e, mais que isso, de esperança para o desenvolvimento regional de todo o sul baiano.

Campus Soane Nazaré de Andrade, Rodovia Jorge Amado, Km 16, Bairro Salobrinho 
CEP 45662-900. Ilhéus-Bahia

Fone: (073) 3680-5200
Fax : (073) 3680-5230
Fax da Reitoria: (73) 3689-1126

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ
Campus Soane Nazaré de Andrade, Rodovia Jorge Amado, km 16, Bairro Salobrinho
CEP 45662-900. Ilhéus-Bahia
wmaster